Bem vindo
Olá, bem-vindo ao Heroes Academy! Aqui você encontra os mais renomados heróis e os mais temidos vilões. Sinta-se a vontade para ser quem você quiser, dentro ou fora da academia. Contamos com você.
E somos melhores que a Sky High, tchau. q
Recentes
Últimos assuntos
» Ambientação
Dom Fev 14, 2016 3:04 pm por Galaco

» Ambientação
Dom Fev 14, 2016 3:03 pm por Galaco

» Ambientação
Dom Fev 14, 2016 3:00 pm por Galaco

» Ambientação
Dom Fev 14, 2016 2:59 pm por Galaco

» Ambientação
Dom Fev 14, 2016 2:57 pm por Galaco

» Ambientação
Dom Fev 14, 2016 2:50 pm por Galaco

» Ambientação
Dom Fev 14, 2016 2:46 pm por Galaco

» Ambientação
Dom Fev 14, 2016 2:36 pm por Galaco

» Ambientação
Dom Fev 14, 2016 2:32 pm por Galaco

» Ambientação
Dom Fev 14, 2016 2:22 pm por Galaco

» Ambientação
Dom Fev 14, 2016 2:16 pm por Galaco

» Moniz Wild Ferlazzo, Valentina
Qui Abr 09, 2015 7:03 am por Valentina M. W. Ferlazzo

» Registro de Avatar - Masculino e Feminino
Qui Abr 09, 2015 6:26 am por Valentina M. W. Ferlazzo

» Cirque du Vaux
Qua Abr 08, 2015 2:44 pm por Mërza

» Cannons Masculinos
Qua Abr 08, 2015 2:18 pm por Mërza


Anúncios

O sistema de aulas está pronto. Se faz parte dos grupos que são alunos da Helter High ( Heróis, Liga de Galaco, ajudantes, galaticus, cristacios, pseudo-vilões) Leia este "Tópico - Sistema de aulas"

Rede IW
Valar Morghulis Divergent Factions

Parceiros
Para ser parceiro do Heroes Academy, basta entrar nesse tópico e seguir seus comandos.

Instituto Mortiri


:: Topsites Zonkos - [Zks] ::

Lydia Devis Clarke

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Lydia Devis Clarke

Mensagem por Lydia Davis Clark em Qui Jul 17, 2014 4:25 pm



Lydia Clarke
Personalidade
Lydia gosta de ser diferente, mas odeia ser encarado como tal. Ela preza a igualdade a tal ponto que pode se tornar autoritária, quando não vê esse seu desejo ser atendido. Apesar de pacífica, Lydia pode defender soluções violentas para os problemas sociais. Na melhor das hipóteses, ela é um inventora, alguém que está sempre adiante de seu tempo, principalmente na mente e também é ousada ao seja não gosta que sua vida em particular seja revelada de maneira insana e invasora. Mulher de caráter intelectual não se deixa a levar por um rostinho bonito ou então por aqueles que gostam de usar a lábia. Esta Pseudo-Vilã é responsável  e com certeza vingativa. Dona de um temperamento explosivo a faz ter reações inesperadas e adora surpreender. Suas maiores admirações são as estrelas e o caos além disso, suas ações com a Emissão sempre serão fatos que resultaram em surpresa. A outro quesito entre relações ela é simples e também prepotente tem o punho firme e não deixa que as coisas se escapem tão facilmente de suas mãos. Preserva de maneira, amorosa a amizade e abomina o amor, pois, foi deste mesmo sentimento que a mesma teve a maior surpresa de sua vida.
17 Anos
Pseudo-Vilões
Emisão Microondas
Nenhuma
Lightning
Klamka Kokosh

História
Lydia nasceu na Rússia na província hormônica de Samara que localiza-se logo a margem de Volga. Filha de dois Astrônomos, a pequena notável sempre soube  das presenças astronômicas e incríveis que tomavam uma parte para a ciência. Á isto, sua infância foi saudável até chegar seu inicio de adolescência onde tudo estava muito fácil para mudar. Foi numa tarde terna e clara como as de primavera, a família Clarke havia retirado o mês para uma campana em um vilarejo simples que ficava ao envolvo de Moscou. Pai, mãe e filha caminhavam sorrindo por um campo verde e rico em lindas e majestosas flores realmente, um colírio para os olhos de muitos visitantes. Um grupo de jovens cientistas que estavam a procura de uma “cobaia” para os novos experimentos trazidos de Lineburgo. O casal e a jovem passavam rindo até um rapaz de cabelos loiros que passava com uma caderneta marrom. Ao fintar o olhar numa menina de cabelos ruivos e de roupas bem, vestidas o mesmo enxergou que aquela seria perfeita para o desenvolvimento de um projeto mundial para jovens de aparência dotada ou então de psicológico forte. O tal ia se aproximando da boa família até ficar totalmente de frente destes e sem jeito tentou caçar algum assunto que chegasse na filha.
-Olá.-Cumprimentou sério ele. Vicenzo De La Roya Clarke sempre fora um homem descontraído sorriu e logo estendeu a mão. Os olhares do rapaz e os de Lydia se cruzaram, mas negativamente foi processado pela garota.
-Olá… Am, deseja alguma coisa meu jovem?-Questionou Vicenzo. A menina cruzou os braços e bocejou a espera da resposta do homem. O garoto mal sabia como se comportar perante a seus pensamentos que apenas se embaralhavam cada vez mais.
-Me chamo Grey e vim de Lineburgo para uma pesquisa simples de beleza Russa e com modéstia parte olhei sua nobre filha de longe atrás daquela árvore e me encantei com a essência do sorriso dela e achei que seria perfeita para minha pesquisa. Se não fosse muito ou até mesmo grosseira de minha parte gostaria de leva-la para a Alemanha para mostrar pro meu parlamento.-Completou de maneira subjetiva e também objetiva o belo loiro. O pai investigou a postura física do mesmo que estava a sua frente não viu nada demais. Cautelosamente ele fez um sinal positivo com a cabeça e pega numa das mãos da filha e passava-a para o lado do que parecia ser um médico.
-Também vejo uma beleza, invejável em minha filha e peço que cuide bem alias me ligue também caso contrário rapaz, você estará mexendo com Vicenzo e Clarice Clarke e olha não é uma coisa boa de se cometer!-Afirmou a figura paterna brincando. A menina olhou de maneira grossa para o sujeito, pois, de primeira vista não poderia confiar. Desacreditada no gesto em que o pai fez ela bateu o pé e começou a reclamar como se fosse a maior naturalidade falou de tom alto.
-Pai? Como assim? Vai deixar que me leve? Isso pode ser abuso sabia?-Questionava a tal olhando com raiva. Imediatamente o bom pai a puxou de canto e murmurou nos ouvidos da própria:”Estarei te rastreando dia e noite não se preocupe tem um “chip” compactado no seu celular ao seja você talvez não me atenda, mas  estarei vendo se estará em perigo.”-Um alivio se fez muito presente naquela mesma hora.  Suavemente a menina parecia ter se modificado no quesito de não ter ido com a cara do que “queria” coloca-la no estudo. Tudo parecia uma maravilha grupo aceitou de bom agrado. Ninguém poderia imaginar que através daquele rostinho bonito e par de olhos encantadores um ser negro se escondia. Na hora em que o líder da família puxou a ruiva para o canto os ouvidos se aguçaram e os olhos mudaram de uma cor para a outra. O verdadeiro segredo era que Grey não era simplesmente um cientista, mas sim um garoto que trabalhava para um grupo de homens e mulheres vitimas de uma substância liquida que era colocada na pele ou de maneira inconveniente utilizada em espécies humanas os transmutando de maneira propicia e violenta em outros casos aquilo afetaria vários fatores de hormônio e até mesmo do corpo de um ser. No horário da troca de cores da íris e também dos ouvidos era apenas um sinal do resultado da injeção das “espécies” . Há evidências que Grey foi o primeiro a experimentar do que digamos de droga e ao ver o prêmio que ganhou em conseguir ouvir praticamente tudo que as pessoas falam a longa distância o próprio teve a idéia de recrutar milhares de pessoas para um “clã”. Lydia seria de acordo com os planos dele, mais uma cobaia onde empregaria um elemento superficial e diferente.
Ato Ⅰ- Ida para a Alemanha ou então transformação?
Num avião os dois economizavam palavras, uma ou duas vezes dirigiam-se de forma educada, mas era somente para perguntas de como seria o voou e também de como era todo o sistema alemão. E com certeza o “galeno” não poderia disfarçar a excitação de estar vendo que estava dando certo o que planejava até o devido momento.
-Então… Am, nasceu mesmo na Rússia?-Perguntava o belo menino tentando puxar um assunto qualquer. Sem interesse em dirigir um argumento ela virou o rosto para ele e ajeitou o óculos.
-Sim.-Respondeu murmurando.
-Tem quantos anos querida?-Questionava o mesmo relutando ainda levantar uma boa conversa.
-17.-Falava com a voz seca ela. As horas se iam num piscar de olhos e logo se viam praticamente em terra firme. Logo ao chegar na badalada Berlim ficavam unidos ambos num ponto de táxi eles fizeram questão de ver cada ponto ou melhor o rapaz fez. Adentrando o automóvel ele sorria de maneira tão exagerada que até parecia que os dentes cairiam e ela pelo contrário ficava séria.
Horas depois os dois conseguiram chegar em Lineburgo, mas claro eles parariam um pouco para depois conseguirem entrar num prédio alto e bem arquitetado. Caminharam juntos cerca de uma hora e entraram no que parecia ser uma empresa famosa. Escadas e os mais malucos corredores faziam parte daquela estrutura superficial. Andando o homem de repente pegou a garota pelas mãos e sorria. A mesma achava tudo estranho e sem querer, o celular que estava em seu bolso caiu no chão se partindo. O “chip” dado pelo pai saiu por um descuido do aparelho.  Grey pisoteou o compactador e empurrou Lydia para dentro de uma sala e tirava a camiseta.-Saia de perto de mim….-Falou a moça. Ele foi se aproximando ainda mais até conseguir tocar no rosto dela e depois, colocar a mão ao seio da mesma.  Ela olhou para ele com medo e esta dando passos para trás não percebeu que tinha logo atrás um tanque. O esperto a empurrou fazendo cair nas águas. Assim sendo ele mesmo tranca a única passagem do tanque aprisionando-a. Umas espécies de tubos pretos que interligavam na barriga e também nas laterais de seus braços. Se rebatendo Lydia Devis perderia, uma parte de sua vida. Naqueles tubos que estavam interligados a um botijão daquelas substâncias  que transmutasse os genes de uma pessoa para criar uma nova. Um líquido verde ia ser mandado para o sistema sanguíneo da menina para começar a modificar. Aos poucos aquilo fazia efeito e o corpo começa a tremer e a palidecer. E em uns dos altercamentos, a tampa saia e se levantava uma nova mulher. Orgulhoso o rapaz aplaude e a rodeia.
-Vejamos… Qual seu poder Lydiazinha?-Olhava ela de cima a baixo.
-Cale-se!-Ela colocava as mãos na cabeça e fechava os olhos fazendo com que o rapaz compreendesse de certa forma a habilidade empregada. Era  o bloqueio mental, pois, na hora em que o tal perguntou uma figura expensa se surgiu logo atrás da mesma. Por um momento parecia como se uma Deusa foi-se criada. Grey saiu para o lado de fora e gritou para todos do prédio que sua mais nova criação nasceu. Todos iam correndo prestigiar a humana e logo mais pelo anoitecer um grupo de homens mascarados junto a jovem foram rumo a uma espécie de escola ou talvez penitenciaria.  
Ato Ⅱ- A Chegada ao Novo Horizonte.
Os nervos da nova cresciam e a nova habilidade,encantava a cada minuto um integrante dos homens. A noite se passou como as areias do Cairo que caem num piscar de olhos e de frente a uma enorme mansão todos se entreolhavam, para depois verem a novata e como ela regirai. De mesma forma nada se mostrou como ela era antes, os olhos dela estavam mais azulados e a pele mais branca. Por alguns minutos todos esperaram ela ter uma crise psicótica como geralmente todos tem os recém-criados após a transmutação dos genes. Nenhuma expressão de veio da tal. Aos poucos eles subiram as escadas e acompanhavam com o maior zelo que podiam ter pela jovem. Um portão de madeira, estava aberto apenas sendo aguardado por uma mulher loira dos olhos esverdeados.
-Grey trazendo outra mulher para cá?-Ria a loira.-Vou ficar com ciúmes!-Afirmou aquela andando a direção da que estava de óculos. A que havia surgido no portão era Miss-Kit uma garota muito bem dotada na sociedade dos Pseudos-Vilões e uma das mais perigosas também. Ninguém ao certo sabia qual era capacidade dela.
-Hey novata.-Chamou Miss.
-Sim?-Respondeu Clarke.
-Fique longe do Grey ok? Sou a namorada dele, e não tolero nenhuma pirralha chegar perto dele.-Lydia olhou ela de cima a baixo e resmungou baixo andando até o grupo de Grey sem criar alardes. Cruzando os braços Kit jurou excluir esta garota da sociedade nem que custe a matricula dela na Academia dos Heróis.
Horas Depois…
Horas depois, todos já estavam bem acomodados e estava na hora de apresentar Lydia como uma nova mutante e também batiza-la com um nome novo. Storm uma das instrutoras foi a primeira do patamar alto de lá a conhece-la a apresentando para todos da casa até vir mais um bloqueio na cabeça de todos. Storm que tinha um corpo robusto porem não possuía poderes como os outros quis garantir que aquela não arranjaria problemas entre umas partes. Por isto, a trancou numa sala toda branca para ficar em observação por uns dias.  O prazo foi até de uma semana para  que o “diretor” do instituto conseguisse chegar de viagem para acompanhar todo o atendimento. No computador Storm simulava situações onde poderiam ser aplicadas a habilidade psíquica, mas nada resultou no que pensavam daí ficaria a dúvida: Por que ela não usou o poder? Será que é mesmo verdade que ela tinha algum? Não foi como dessas e outras que a mesma foi imediatamente chamar Grey para que explicasse tudo aquilo. Ele ficou de frente a um microfone onde transmitia o som para a câmara onde estava Lydia. O mesmo concordou com a hipótese de ela estar com muito medo em usar o poder então o melhor a fazer seria dar conselhos para que a tal conseguisse mostrar o que todos queriam ver.
-Lydia mostre seu poder querida só assim poderá sair daí vamos!-Ordenou de maneira abusiva ele. Se sentando aos chão a de cabelos como o fogo retirou do bolso um pequeno caderno e  uma caneta e a jogar no chão atirando pequenos jatos de fogo. Observando percebesse que algo de errado estava acontecendo. Eles nada entenderam:
-Grey você me disse, que ela poderia bloquear as mentes!-Afirmou Storm decepcionada.
-Eu não entendo, ela fez isso lá no outro prédio…-Murmurou ele desacreditando. Das sombras da sala saia Kit rindo.
-Kit, o que faz aqui?-Interrogou o namorado imprecionado.
-Eu? Bom eu estou aqui para acabar com a sua “amantezinha” se acha que irá me trair Grey esta muito enganado.-Neste minuto Kit se sentou.-Segui vocês lá na Rússia e também na Alemanha até chegarem aqui e vi que ela só tem o "donzinho" de fazer calor coitada. Era eu que bloqueava os pensamentos de todos daqui o tempo todo em minhas mãos!-De maneira espontânea ela se sentiu vitoriosa e para ludibriar os demais que estavam ali começou a jogar os aparelhos ao chão. Faiscas dos equipamentos até chegar o Courtney De La Tróia e equilibrar as coisas coma  mobilização mental na inimiga.
-Kit, será expulsa… Depois disto querida melhor passar na minha sala e pegar suas coisas e ir embora.-Courtney era o diretor que havia ido a Bangladesh numa conferência, pois, foi noticiado que tinham jovens rebeldes atirando espetos da pele. Com os dias se passando tudo foi mudando logicamente a expulsão de Miss garantia um espaço privilegiável para os outros estudantes se aprimorarem.
AtoⅢ-Desenvolvimento  e Aprimoramento.
Treinos e mais treinos se vieram com as habilidades da notável, porem, algo a pouco tempo foi descoberto de que aquilo seria ainda esclarecido obviamente. O métodos da Academia eram tão básicos, mas ao mesmo tempo avançados que Lydia não poderia negar que não estivesse gostando alias aquele era um método tão eficaz que fazia com que um mero novato logo se transformasse em um mutante experiente de anos. Porem aquela poderia ser até indicada como uma suposta heroína, mas o destino pregou uma peça a transformando em uma vilã. A outros fatores como se desenvolvia de maneira rápida e muito facilmente odiava conviver ao meio dos  “mocinhos” ela pode ser aceita apenas como uma pseuda-vilã uma única classe de pessoas onde tem habilidades paranormais que podem ser aceitas na “escola”. E agora o que irá acontecer na vida de Lydia? (OBS: Aqui foi um final não concluído por que? Simples, farei  com que a história da Lydia seja assim como posso dizer misteriosa e também cheias de controversas para que quando a administradão for avaliar algo quem sabe... Gostem em algo que ela faça em si. E as palavras entre aspas são palavras, que não tenha um significado ou então diminutivo.)


Última edição por Lydia Clark em Sab Jul 19, 2014 5:57 pm, editado 6 vez(es)
avatar
Lydia Davis Clark
Pseudo-Vilões
Pseudo-Vilões

Doláres : 12363

Ficha do personagem
Poder: Emisão Microondas
Espécie: Mutante
Pertences:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lydia Devis Clarke

Mensagem por Galaco em Dom Jul 20, 2014 7:50 pm


Ficha Aprovada


Lydia Devis Clarke- SUA FICHA FOI APROVADA



Por: Elspepth St. Clemence.


@
avatar
Galaco
Galaco
Galaco

Doláres : 18615

Ficha do personagem
Poder:
Espécie: Divindade
Pertences:

Ver perfil do usuário http://heroesacademy.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum